Sermig

Regra do Sim


A Providência age na desproporção

O Senhor exprime a sua força
quando encontra
disponibilidade e sinceridade de coração;
e nesse instante Ele não teme nem nossa fraqueza,
nem nossa fragilidade,
e nos encoraja: “Não tema, eu estou com você.”
O Seu campo é a desproporção.
Ali a Sua Providência age plenamente.
Cada dia experimentamos
que a Providência
responde ao nosso grito de socorro,
pelos meios materiais que não temos,
pela ajuda aos pobres que recorrem a nós,
pela presença de amigos disponíveis.
Isso acontece naturalmente,
no silêncio, na discrição,
como cada fruto da oração
feita com fé.
Quase não perceberíamos
se não registrássemos,
discreta mas seriamente,
cada coisa que nos é doada:
o dinheiro, as horas de trabalho, os materiais
que nos são trazidos um quilo por vez...
Fazemos isso com rigor,
por amor à transparência,
para que ninguém entre aqueles que nos encontram,
vendo uma obra bela,
possa dizer: “Quem sabe o que há por trás?”,
mas todos louvem o Senhor
que através de mil mãos de amigos
nos doa cada coisa.
Vigiamos sobre nós mesmos
para não nos habituarmos ao bem
e para não transformarmos em poder
aquilo que é dom do Senhor.
A Providência jamais abandonou
um projeto Seu. É a história de sempre.
Quando alguém se confia totalmente a Deus
nunca é desiludido. Deus age assim.

“Por isso vos digo: não vos preocupeis com a vossa vida quanto ao que haveis de comer, nem com o vosso corpo quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento e o corpo mais do que a roupa? Olhai as aves do céu: não semeiam, nem colhem, nem ajuntam em celeiros. E, no entanto, vosso Pai celeste as alimenta. Ora, não valeis vós mais do que elas? Quem dentre vós, com as suas preocupações, pode acrescentar um só côvado à duração da sua vida? E com a roupa, porque andais preocupados? Observai os lírios do campo, como crescem, e não trabalham e nem fiam. E, no entanto, eu vos asseguro que nem Salomão, em toda sua glória, se vestiu como um deles. Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que existe hoje e amanhã será lançada ao forno, não fará ele muito mais por vós, homens fracos na fé? Por isso, não andeis preocupados, dizendo: Que iremos comer? Ou, que iremos beber? Ou, que iremos vestir? De fato, são os gentios que estão à procura de tudo isso: vosso Pai celeste sabe que tendes necessidade de todas essas coisas.” (Mt 6,25-32)