Sermig

Imigração, exclusão, integração... O outro sou seu

clique para ampliarNenhum de nós decide onde nascer. O africano nasceu na África; o europeu, na Europa; o americano, na América... Nenhum de nós decide a cor da própria pele. Se o homem conseguisse entender essas simples constatações, não julgaria o outro pelo local do nascimento ou pela cor da pele, mas sentiria que “o outro sou seu”.

Quando entendermos essas simples constatações, talvez ninguém mais morra de fome, todos sejam cuidados e ninguém mais seja obrigado a fugir por motivos humanitários, religiosos ou políticos.

Nós acreditamos que essas simples constatações são a chave da vida e que essas poucas palavras podem ser uma grande novidade para o mundo inteiro, que sofre com a fome, que vive a guerra, que morre por falta de cuidados.

Essas poucas palavras deram vida ao Arsenal da Esperança, onde ninguém é estrangeiro, onde a diversidade é uma riqueza, onde abolimos as palavras inimigo, infiel e estrangeiro.

Ernesto Olivero
e a Fraternidade da Esperança