Sermig

Uma noite linda para o lançamento do documentário “Arsenal da Esperança”

Agradecemos aos amigos, acolhidos, voluntários, funcionários e benfeitores que ontem à noite, 1º de março, participaram da estreia do documentário “Arsenal da Esperança”! Agradecemos ao Museu da Imigração que nos concedeu o uso do auditório e a todos aqueles que, “restituindo” tempo e competências, nos permitiram produzir esse vídeo que mostra um pouco do percurso histórico que deu vida ao Arsenal, com o depoimento de algumas das muitas pessoas que tornaram essa aventura possível.

“Vinte e dois anos se passaram desde que entrei pela primeira vez no espaço da antiga Hospedaria...” – disse Ernesto Olivero, fundador do Arsenal, em uma mensagem gravada para estar junto com todos os participantes: “A comunhão me permite dar um pulo de 10 mil quilômetros para dizer a vocês que os quero bem e que precisamos continuar a ‘investir’ o nosso bem para Deus, para os outros e para todos que batem em nossa porta”. Nesse espírito, o evento não foi simplesmente assistir a um documentário... mas também uma oportunidade de agradecer e refletir sobre o que une e inspira tantas pessoas diferentes a se colocar à disposição, de várias formas diferentes, para um único objetivo.

“Quem teria imaginado, 22 anos atrás, que aqueles locais tão tristes e destruídos teriam se tornado essa casa linda que é hoje?” – disse o sr. Dolor, da paróquia São Rafael da Mooca, resgatando um pouco a memória daqueles primeiros amigos que há mais de duas décadas visitaram a Hospedaria junto a Ernesto Olivero. “Eu fiquei muito feliz em ver e ouvir o testemunho daquelas pessoas e, sobretudo, em ouvir a voz de Dom Luciano Mendes narrando a história do Arsenal”, comentou Joana, voluntária da biblioteca, destacando um dos depoimentos históricos mais preciosos contidos nesse trabalho.

“Vendo aquelas imagens, parecia que foi ontem, mas é hoje!” – escreveu a nossa amiga Nina – “E quanto ainda virá?”. Depende de nós... e de todos aqueles que ainda farão parte deste sonho que continua... O Arsenal começou há 22 anos, é jovem ainda!

Esse documentário, um trabalho que nasceu literalmente de madrugada, simples e espontâneo, exposto numa quinta-feira à noite com o auditório lotado de amigos, terá direito – esperamos! – a muitas outras apresentações, com a presença de tantos – e são muitíssimos!!! – amigos e amigas que nos ajudam, de perto ou de longe, a construir todos os dias um arsenal de esperança.

Seguem algumas fotos da projeção e da confraternização tiradas pelo nosso querido amigo e fotógrafo José Luiz Altieri Campos.