Sermig

Eu sou IRMÃO... Je suis FRÈRE... #jesuisfrère

clique para ampliar

Nesta noite, a angústia
não quis encontrar o sono.
Por toda a noite me perguntei:
“Como?”.
Como levar paz onde há guerra,
como levar concórdia
onde há fúria.
A história de ontem
nos diz: “É impossível,
não há espaço para o amor.
O espaço é todo do ódio”.
Sempre pensei
que ser muçulmano
é ser uma boa pessoa de fé,
que ser judeu
é um privilégio,
que o cristianismo
é a história de Cristo que continua
de geração em geração dizendo:
“Sejam irmãos”.
Sempre pensei que quem não tem fé
é alguém à espera de testemunhos.
Sempre pensei
que a paz é o caminho da vida.
Não sou um iludido,
nem mesmo hoje que todo o mundo
grita por vingança.

08.01.2015 Texto de Ernesto Olivero depois do atentado em Paris à revista Charlie Hebdo.